Como recuperar suas vendas não pagas?

Uma das maiores facilidades da cobrança recorrente é a redução dos índices de inadimplência. A primeira razão disso está, obviamente, na praticidade. Ao programar um valor para ser cobrado no cartão de crédito, o cliente não precisa se preocupar em acompanhar a chegada de um boleto ou se deslocar para pagar a fatura do cartão, caso opte pelo pagamento online.

No entanto, se o valor programado não for cobrado em razão, por exemplo, da falta de saldo do cartão, o que acontece? Você fica sem receber?

Não dá, neh?

É por isso que, em segundo lugar, mais do que automatizar suas cobranças recorrentes, você precisa de ferramentas que te ajudem a cobrar clientes e, principalmente, clientes em atraso ou inadimplentes.

Uma forma prática de fazer isso é através de ferramentas automáticas. Caso contrário, se você tem uma base de clientes e, por algum motivo específico, uma parte dela deixa de pagar na data agendada, você vai ter muito trabalho (e muito custo) ligando um a um para lembrá-los da fatura em aberto.

Mas, que ferramentas são essas? Veja:

Retentativa de cobrança

Quando você oferece a cobrança recorrente, seu cliente pode escolher o dia em que será automaticamente cobrado. Imagine que um comprador tenha optado por realizar o pagamento todo dia 10.

Entretanto, caso o dia 10 chegue e o cartão não tenha saldo suficiente para cobrir o valor, o que ocorrerá? A empresa será avisada e deverá entrar em contato com o cliente, certo? Não! Se você conta com uma plataforma que oferece a retentiva, seu cliente será cobrado outra vez nos próximos dias sem você precisar fazer nada.

Como funciona a retentativa?

Depois de uma primeira tentativa mal sucedida, o sistema fará mais algumas cobranças automaticamente. Portanto, logo uma nova tentativa de recebimento será realizada. Geralmente, o problema é resolvido logo na segunda vez, pois o cliente pagou a fatura e liberou o limite ou resolveu a “falta de crédito” com o banco e já pode ser cobrado pelo serviço. Daí, você recebe. =)

Esse sistema já reduz consideravelmente as taxas de atraso e inadimplência, o que torna a cobrança recorrente uma alternativa ainda mais compensadora para as empresas.

Há outros métodos de cobrança?

Depende da plataforma que você usa. Na Vindi, por exemplo, o sistema oferece – além de retentiva – outras ferramentas com o objetivo de garantir que você receba os pagamentos sem ter que gastar tempo, dinheiro e ainda ter dores de cabeça cobrando clientes.

Além das quatro retentativas, a plataforma tem meios de avisar o cliente de que o pagamento do valor programado não foi concretizado. Assim, a empresa não precisa, em um primeiro momento, se preocupar em mapear quais recebimentos ocorreram ou não para cobrar.

O cliente será automaticamente avisado, por e-mail e SMS, de que a fatura do mês segue em aberto. É nesse momento que o cliente será notificado sobre a impossibilidade de cobrança para,então, regularizar a pendência com sua empresa.

Além de poupar trabalho, com os e-mails e SMS’s você evita todo aquele constrangimento que é ter que cobrar alguém. Afinal, isso é, sem dúvida, bem chato de fazer. Essas ferramentas te possibilitam ter uma comunicação simples e direta com o seu cliente devedor.

Você ainda pode relembrá-lo de que a não efetivação do pagamento acarreta no bloqueio do serviço, como o Spotify faz. Assim, ele só não paga se realmente não quiser, certo?

É por isso que, na hora de escolher uma plataforma de pagamento é importante você se atentar a detalhes como esses. Assim você contrata um serviço completo que garanta as vantagens de usar a recorrência: otimização de trabalho, economia de tempo e redução de custos.

 

336x280