Connect with us

Notícias

Porsche: novos planos de assinatura para carros de luxo

Published

on

stockvault international geneva cars salon 2010113218

Engana-se quem pensa que existem apenas clubes de assinatura de produtos comuns, como revistas, comidas e cosméticos. Devido ao seu alto potencial de rentabilização, os produtos e serviços por assinatura estão também dentro do mercado de luxo.

Um exemplo é a marca automobilística BMW que, recentemente, anunciou serviços por assinatura para funcionalidades dos veículos

Em contrapartida, a concorrente Porsche foi mais longe e ampliou seus planos de assinatura. Entenda como funciona!

Porsche Drive

Desde 2017, a Porsche oferece uma espécie de clube de assinaturas nos Estados Unidos, o Porsche Drive, no qual o associado tem direito a dirigir modelos do leque de carros Porsche, por cerca de 2.500 km/mês.

O plano mais robusto é o Porsche Drive – Multi-Vehicle Subscription, que permite aos clientes experimentarem uma variedade de veículos da marca durante o período de um mês, ou enquanto renovarem a assinatura. Essa mensalidade custa US$ 2.100 ou US$ 3.100 por mês (em reais, na cotação atual, equivale de R$11.738 e R$17.395), dependendo dos modelos que o cliente deseja acessar.

E há também o Porsche Drive – Rental, que não é assinatura, mas sim uma forma de locação dos carros por curto prazo (dias ou semanas). O preço do aluguel depende do veículo e começa em cerca de US$ 245 por dia, para o modelo Macan, a US$ 2.415, para uso semanal do alta performance Porsche 911.

Nova Assinatura

A novidade, a partir de 25 de setembro, é uma nova modalidade de assinatura do Porsche Drive, chamada Single-Vehicle Subscription. Ela é mais “acessível” que a locação tradicional e o plano de múltiplos veículos (o que não quer dizer “barata”). 

A assinatura servirá para o cliente usufruir de um veículo único, de nível intermediário, durante um ou três meses. Pois, segundo a Porsche, alguns clientes preferem ficar com um único modelo de veículo, em vez de trocá-lo constantemente como é no plano Multi-Vehicle

Assim, os planos de assinaturas de veículo único dependerão do modelo selecionado pelo cliente, mas, como base, temos:

  • A partir de US$ 1.500 (R$ 8.417) por mês para o Macan (o mais acessível);
  • Até US$ 2.600 (R$ 14.589) por mês, para o top modelo 911. 

Se tiver curiosidade, veja aqui a lista de valores cobrados para todos os modelos.

Além disso, todos os planos exigem uma taxa de ativação de US$ 595, a menos que o cliente se comprometa com o plano de veículo único por pelo menos três meses.

Este programa de assinatura de veículo único será oferecido nas cidades norte-americanas de Atlanta, Los Angeles, Phoenix e San Diego. 

Assim como os demais programas Porsche Drive, a mensalidade do novo plano cobre: veículo, entrega, seguro e serviço. Já o combustível é sempre por conta do cliente.

A Porsche afirma que o programa de assinaturas é bem-sucedido: 80% dos participantes são novos na Porsche. Eles também são mais jovens do que a idade média dos atuais compradores ou locatários da Porsche e mais de um terço se inscreve por pelo menos quatro meses.

Interessante, não é? E você, alugaria um Porsche se o programa estivesse disponível no Brasil?

Por fim, conheça mais alguns benefícios dos carros por assinatura e entenda mais sobre o mercado da recorrência no blog da Vindi!

Continue Reading
Click to comment

Mercado

Moradia por assinatura: startup Housi é novidade no mercado imobiliário

Published

on

aluguel por assiantura

O modelo de assinaturas, que já conhecemos, ganhou mais um setor: o imobiliário

O aluguel de moradia é, com certeza, uma cobrança recorrente para muitas pessoas. Todo mês, o boleto chega para pagamento. Além disso, estamos acostumados a lidar com algumas burocracias quando alugamos um imóvel, como: tempo mínimo de contrato, multa por atraso de pagamento, contas avulsas de água, luz e condomínio, e por aí vai.

Mas e se morar por aluguel fosse mais descomplicado e flexível? 

Pensando nisso, um novo negócio brasileiro lançou um plano de assinaturas para aluguel: a Housi é considerada um plano de moradia recorrente pioneiro e inovador. A sua proposta principal é oferecer apartamentos em diversos bairros da cidade de São Paulo, para curta ou longa estadia do inquilino, junto a um pacote completo de serviços inclusos no preço.

O modelo de contratação e cobrança é 100% digital, por cartão de crédito ou boleto. No caso do cartão de crédito, a cobrança não consome o valor total do limite do cartão: todos os meses uma nova cobrança é criada de forma automática na fatura, enquanto a assinatura estiver ativa.

Sobre a moradia por assinatura

Na Housi, a moradia é por assinatura, o que lembra um pouco o processo de reservar hospedagem em um hotel. Isso porque os imóveis da Housi ficam disponíveis em duas modalidades: diárias ou aluguel. O locatário deve escolher sua data de entrada e saída para fazer uma reserva.

Além disso, o espaço é pronto para morar: são locais mobiliados, decorados e equipados com eletrodomésticos, oferecendo até mesmo roupa de cama e toalhas. 

O preço da assinatura é calculado proporcionalmente ao tempo de reserva pretendido pelo morador. Quanto maior o tempo escolhido para estadia, há descontos progressivos a partir de 3 meses de aluguel, chegando a 20% off para 12 meses.

O pacote de serviços da Housi, no entanto, não é opcional. O locatário precisa aderir ao pacote para completar seu aluguel. Nele, estão inclusas despesas obrigatórias, como contas de luz e água, IPTU e condomínio, mas, além disso, há Wi-fi e TV a cabo, e descontos nos serviços: Uber, iFood, Rappi, Omo, Netflix, entre outros. Interessante, não é?

O único fator limitante é que o serviço é mais indicado para pessoas que pretendem morar sozinhas ou, no máximo, em 2 pessoas. Isso porque a maioria dos imóveis disponíveis na Housi é de metragem pequena, no estilo kitnet. Mas, vale a pena fazer uma busca no site e conhecer se atende suas necessidades!

Esse case mostra como a Economia da Recorrência mais uma vez facilita e desburocratiza processos! Quer saber mais sobre como funcionam cobranças recorrentes? Então leia esse post completo do blog da Vindi: O que é recorrência e como funciona?

Continue Reading

Mercado

Clube de assinaturas de vinho Wine mira no IPO

Published

on

wine

A Wine é uma companhia de vinhos brasileira, fundada em 2008, no Espírito Santo (ES). A marca tem tanto lojas físicas quanto e-commerce, se destacando na modalidade de clube de assinatura.

Contendo em seu catálogo diversos rótulos de vinhos premiados ao redor do mundo, a assinatura da Wine envia para seus clientes 2 rótulos de vinhos, por mês, escolhidos a partir de vinícolas nacionais e importadas.

Os produtos do clube passam pela curadoria dos chamados WineHunters que, segundo o clube, viajam o mundo em busca dos vinhos mais especiais.

Como funciona o clube de assinaturas da Wine?

Para assinar, o cliente deve preencher algumas informações sobre seu perfil, para receber a seleção de vinhos mais indicados para seu gosto, no dia e local que informar.

Existem diversos planos de assinaturas oferecidos pela Wine, tanto mensais quanto anuais. A modalidade anual apresenta, é claro, preços mais atrativos. Nessa categoria, o plano mais básico (chamado WineBox Essenciais) se inicia no atual preço promocional de R$65,37/ mês, indo até R$238,42/ mês no plano mais sofisticado, o WineBox Singulares.

A principal diferenciação entre os planos de assinaturas são os rótulos contemplados em cada um, indo desde vinhos descomplicados até espumantes e rótulos mais singulares de safras especiais.

Em qualquer um dos planos, no entanto, o total de produtos enviados no box da Wine são duas garrafas da bebida, uma revista com conteúdos de enologia e um corta-gotas.

Há ainda uma modalidade de assinatura da marca que permite ao cliente escolher os vinhos que quer receber, pagando uma mensalidade fixa mais o preço dos rótulos escolhidos, com desconto de 15% aplicado nas opções.

O IPO da Wine

A Wine se destaca no cenário de clubes de assinaturas brasileiros. Considerada o maior clube de vinhos do país, está há 12 anos no mercado. Há quatro, recebeu investimento e novos sócios da Península, fundo de investimento de Abilio Diniz, e da e.Bricks digital.

A Wine vem comprovando todos os benefícios de crescer exponencialmente a partir de um modelo de recorrência online, e do poder da curadoria de produtos para vender mais.

Leia também: 11 modelos de negócio que podem aproveitar a recorrência

“O e-commerce da Wine está vendendo até 40% mais do que antes da pandemia, e o interesse pelo clube de assinatura aumentou em 30% o volume de captações de novos sócios”, afirmou Alexandre Magno, diretor de e-commerce da Wine, em maio à Exame.

Os planos de expansão liderados por Marcelo D’Arienzo, que chegou à presidência em janeiro do ano passado, agora abrangem abrir IPO da empresa, ou seja, abrir capital na bolsa de valores, para que mais pessoas possam investir no negócio e fazer parte do quadro de sócios da Wine.

Segundo o Broadcast Estadão, a empresa espera captar pelo menos 1 bilhão de reais ao abrir seu capital. No entanto, o processo de IPO ainda não está confirmado: está na fila da B3, e podemos esperar que acontecerá apenas a partir do próximo ano.

De qualquer forma, a experiência da Wine prova que é possível escalar um clube de assinaturas, receber investimentos e chegar longe com o modelo da recorrência.

Se você tem um negócio e deseja entender mais sobre a Economia da Recorrência, assine a newsletter da Vindi e receba os melhores insights sobre o mercado de pagamentos!

banner newsletter blog 1

Continue Reading

Notícias

Vindi é eleita como empresa mais ética do setor financeiro

Published

on

Cultura Ética

A Vindi, plataforma líder em pagamentos recorrentes no país, foi classificada em primeiro lugar como empresa com melhor cultura ética no setor de serviços financeiros, pelo Ranking Virtuous Company de Cultura Ética® 2020, divulgado no início de setembro.

A pesquisa classificatória utilizou uma metodologia única no mercado, composta por 10 dimensões qualificadoras e desqualificadoras. O objetivo foi avaliar a cultura ética de 1.871 organizações brasileiras com base em mais de 376 mil avaliações de colaboradores no Glassdoor.

Grandes empresas constaram nas avaliações do ranking. No setor financeiro, por exemplo, além da Vindi, figuram mais 110 companhias de peso, como: Mastercard, PayPal, XP Inc., Nubank, BTG Pactual e bancos tradicionais.

Rodrigo Dantas, CEO da Vindi, relata sua percepção do resultado. “A gente ficou bem feliz, porque estamos fazendo ‘sem forçar a barra’, de forma natural, e isso é um reconhecimento que as pessoas estão muito alinhadas com a cultura que gostaríamos de ter e da empresa que estamos construindo”. 

Dantas destaca que a empresa busca promover cerimônias “papo-reto” com todos os funcionários, e fazer com que as pessoas realmente façam parte de algo “além de um trabalho”. Por isso, a fintech tem buscado sempre contratar pessoas alinhadas com os valores que propaga.

A Vindi atende hoje mais de 6 mil clientes e processou R$ 2,5 bilhões em vendas apenas no último ano. 

Veja o ranking das 10 primeiras classificadas no ranking de cultura ética do setor financeiro:

ranking virtuous

Fonte: Ranking Virtuous Company® de Cultura Ética 2020. Arte: Vindi.

A Vindi conquistou o primeiro lugar no ranking geral do setor e se classificou também entre a segunda e terceira posição nos rankings das 5 dimensões de aspectos positivos (qualificadores) da pesquisa:

  • Confiança Organizacional;
  • Liderança Ética;
  • Orientação para o bem comum;
  • Empatia;
  • Liberdade para falar.

Sobre o Ranking Virtuous Company de Cultura Ética® 2020

As 1.871 empresas avaliadas foram comparadas em função do seu setor, porte e listagem na bolsa. Mais de 17 setores foram avaliados, como agronegócio, bens de consumo, mídia e setor financeiro. Confira todos os setores e número de organizações de cada um:

setores

Fonte: Ranking Virtuous Company® de Cultura Ética 2020.

O ranking é útil tanto para quem deseja conhecer as empresas mais éticas a se trabalhar, quanto para um benchmarking voltado a executivos e líderes. Os rankings de cada setor são divulgados separadamente. O de serviços financeiros você confere na íntegra aqui.

Sobre a Vindi

A Vindi é uma fintech líder em pagamentos recorrentes no país. Com mais de 6.000 clientes, no ano passado processou R$2,5 bilhões de vendas através da sua solução. Foi fundada em 2013 com o foco em potencializar a experiência das empresas de assinatura, serviços e e-commerces no que tange cobrança recorrente e pagamento online por meio de soluções de tecnologias inovadoras.

Veja mais!

Site | Blog da Vindi | LinkedIn | Instagram 

 

Continue Reading

Conheça a Vindi

cobranca recorrente

cobrança reccorente

Trending